mare_2021_fundo_3.jpg

PROGRAMAÇÃO

A 6ª Mostra Ambiental de Cinema do Recife – MARÉ traz um panorama sobre a perspectiva de um planeta em alerta. De 29 de novembro a 7 de dezembro de 2021, no Recife e em Fernando de Noronha, uma programação presencial e virtual reúne 24 filmes, além de debates, oficinas, exposição, lançamento de livro e ações ambientais.

mare_2021_ilustracao_onda_1.png

OFICINAS
 

De 29/11 a 3/12

 

Documentário Ambiental

com Marlom Meirelles,

Espaço Pasárgada, 13 - 17h

 

Stop Motion com materiais reutilizados

com Bruno Cabús, Zoom, 14 - 18h

TEATRO DO PARQUE
 

Segunda (29/11)

 

18h - VJ Biarritzzz

(intervenção videomapping)

 

18h30 - Cerimônia de abertura

 

19h - Sessão de abertura:

- Fragmentos de Gondwana (PE, 2021, 18’), de Adalberto Oliveira

- Por onde anda Makunaíma? (RR, 2020, 84’), de Rodrigo Séllos

 

Terça (30/11)

15h30 - Visita guiada com o Coletivo #CineRuaPE e Sessão da tarde:

- 1 Peixe para 2 (PE, 2020, 9’), de Chia Beloto

- Híbridos (Hybrids, França, 2017, 6’20’’), de Florian Brauch, Matthieu Pujol, Kim Tailhades, Yohan Thireau e Romain Thirion

- Peixe Assado (Peix al forn, Espanha, 2018, 4’), de Guillem Miró

- Meu quintal é maior que o mundo (PB, 2021, 2’10’’), de Ana Bárbara Ramos

 

18h – Lançamento do livro “Cinema Ambiental: Filmes, Festivais, Plataformas, Angústia e Esperança”,

de Solange Alboreda

 

19h – Exibição de curta e longa, seguida de debate com realizadoras:

- Per Capita (PE, 2021, 15'), de Lia Letícia

- O Bem Virá (PE, 2020, 80’), de Uilma Queiroz

VIRTUAL
 

29/11 a 7/12

 

Mostra de Curtas

- 1 Peixe para 2 (PE, 2020), de Chia Beloto

- Cidade Submersa (MG, 2020, 5’), de Bárbara Lissa

- Dinheiro (MG, 2021,4’), de Sávio Leite 

- Foi Um Tempo De Poesia (CE, 2021, 13’), de Petrus Cariry 

- Henriqueta (RJ, 2021, 18’), de Anna Azevedo 

- Meu quintal é maior que o mundo (PB, 2021, 2’10’’), de Ana Bárbara Ramos 

- Meus santos saúdam teus santos (PA, 2021, 13’45’’), de Rodrigo Antônio

- O Mundo Mineral (MG, 2021, 10’), de Guerreiro do Divino Amor

- Pandelivery - quantas vidas vale o frete grátis? (SP, 2021), de Guimel Salgado e Antônio Matos

- Portugal Pequeno (RJ, 2020, 19’), de Victor Quintanilha

- Segunda natureza (PR, 2021, 12’21’’), de Milla Jung

- Tambor ou bola (AL, 2020, 23’32’’), de Sérgio Onofre

- Utopia (AP, 2021, 15’), de Rayane de Penha 

- Yabá (RN, 2021, 12’), de Rodrigo Sena

 

Quarta (1/12)

 

16h – 2º Encontro de Festivais Ambientais de Cinema

 

Das 18h até 17h59 do dia 2/12 – Longa:

- Luz nos trópicos (RJ, 2020), de Paula Gaitán

 

Quinta (2/12)

 

16h - [Debate] “O desafio da década:

a restauração dos oceanos e a

perda da biodiversidade”

com Heloísa Schurmann (Voz dos Oceanos), Andrea Olinto (Coordenadora de Política Costeira - SEMAS) e  Rômulo Faria (Gerente Geral de Licenciamento e Áreas Verdes - SMMA)

 

Das 18h até 17h59 do dia 3/12 - Longa:

- Nu˜hu˜ Yãg Mu˜ Yõg Hãm: Essa Terra É Nossa! (MG, 2021,70'), de Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero

 

Sexta (3/12)

 

16h - [Debate] “Marco Temporal: resistência e luta dos povos tradicionais

com Iran Xucuru (Ativista), Whodson Silva (Articulação Sertão Antinuclear)

e Carolina Canguçu (Cineasta)

 

Das 18h até 17h59 do dia 4/12 - Longa:

- A bolsa ou a vida (RJ, 2020, 102’), de Sílvio Tendler

 

Sábado (4/12)

 

16h - [Debate] “Planeta em risco: a emergência climática, conflitos econômicos, políticos e impactos imediatos”

com Inamara Melo (Secretária Executiva - SEMAS), Moacyr Araújo (Vice-reitor UFPE e Rede CLIMA) e Silvio Tendler (Cineasta)

CAIS DO SERTÃO (vão livre)

 

Sábado (4/12)

 

18h – Sessão Cinema do Mar:

- Híbridos (Hybrids, França, 2017, 6’20’’), de Florian Brauch, Matthieu Pujol, Kim Tailhades, Yohan Thireau e Romain Thirion

- Peixe Assado (Peix al forn, Espanha, 4’), de Guillem Miró

- Fragmentos de Gondwana (PE, 2021, 17’48’’), de Adalberto Oliveira

- Flutuantes (Brasil, 2013, 72’), de Rodrigo Savastano

AÇÃO AMBIENTAL

 

Domingo (5/12)

 

8h - Ação de Limpeza Ambiental no Parque das Esculturas - Marco Zero

com Xô Plástico, Recife sem Lixo e Green Girl

FERNANDO

DE NORONHA

 

Segunda (6/12)

 

19h - Sessão 1:

- 1 Peixe para 2 (PE, 2020, 8’55’’), de Chia Beloto

- Fragmentos de Gondwana (PE, 2021, 17’48’’), de Adalberto Oliveira

- Utopia (AP, 2021, 15’), de Rayane de Penha

- Foi Um Tempo De Poesia (CE, 2021, 13’), de Petrus Cariry

- Meus santos saúdam teus santos (PA, 2021, 13’45’’), de Rodrigo Antônio

Terça (7/12)

19h - Sessão 2:

- Híbridos (Hybrids, França, 2017, 6’20’’), de Florian Brauch, Matthieu Pujol, Kim Tailhades, Yohan Thireau e Romain Thirion

- Peixe Assado (Peix al forn, Espanha, 4’), de Guillem Miró

- Meu quintal é maior que o mundo (PB, 2021, 2’10’’), de Ana Bárbara Ramos

- Tambor ou bola (AL, 2020, 23’32’’), de Sérgio Onofre

- Portugal Pequeno (RJ, 2020, 19’), de Victor Quintanilha

- Yabá (RN, 2021, 12’), de Rodrigo Sena

20h30 - Debate após sessão