mare_2021_fundo_3.jpg

LONGAS

Confira abaixo os longas que fazem parte da mostra virtual da MARÉ 2021. O longa de cada dia ficará disponível por 24 horas, de acordo com a programação.

1/12 (quarta), disponível das 18h até 17h59 do dia 2/12

 

LUZ NOS TRÓPICOS

de Paula Gaitán, RJ, 2020

O filme tece uma trama densa de enredos, cronologias e localizações entremeadas com cosmologias indígenas, diários de viagem e escritos antropológicos. Acompanha um jovem de origem indígena em viagem rio acima através da selva brasileira a caminho de uma aldeia e um grupo de colonos europeus também em viagem rio acima, recolhendo, tomando posse e procurando uma posição de onde sondar a floresta e o rio. As duas narrativas distam cerca de 150 anos. Um tributo à vegetação abundante da região amazônica, aos bosques da Nova Inglaterra no inverno e às populações indígenas das duas Américas.

mare_2021_filme_luz_nos_tropicos_1.jpg

Com Carloto Cotta, Clara Choveaux, Kanu Kuikuro, Maíra Senise e Arrigo Barnabé  |  Roteiro, Direção e Edição: Paula Gaitán  |  Produção: Aruac Filmes  |  Coprodução: Pique-Bandeira Filmes  |  Produção associada: FM Produções  |  Longa-metragem / Ficção / 255’ / 2020

2/12 (quinta), disponível das 18h até 17h59 do dia 3/12

 

NU˜HU˜ YÃG MU˜ YÕG HÃM:

ESSA TERRA É NOSSA!

de Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero, MG, 2021,70

Antigamente, os brancos não existiam e nós vivíamos caçando com os nossos espíritos yãmĩyxop. Mas eles vieram, derrubaram as matas, secaram os rios e espantaram os bichos para longe. Hoje, as nossas árvores compridas acabaram, os brancos nos cercaram e a nossa terra é pequenininha. Mas os nossos yãmĩyxop são muito fortes e nos ensinaram as histórias e os cantos dos antigos que andaram por aqui.

mare_2021_filme_essa_terra_e_nossa_1.jpg

País: Brasil  |  Estado: Minas Gerais  |  Idioma: Maxakali / Português  |  Duração: 70min  |  Gênero: documentário  |  Ano de Produção: 2020  |  Classificação indicativa: Livre  |  Dirigido por Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero  |  Produção: Paula Berbert  |  Fotografia: Isael Maxakali, Carolina Canguçu, Jacinto Maxakali, Alexandre Maxakali, Sueli Maxakali, Roberto Romero  |  Som: Marcela Santos  |  Montagem: Carolina Canguçu, Roberto Romero

3/12 (sexta), das 18h até 17h59 do dia 4/12

 

A BOLSA OU A VIDA

de Sílvio Tendler, RJ, 2020, 102’

No futuro pós-pandemia da covid-19, a centralidade será o cassino financeiro e a acumulação de riqueza por uma elite ou uma vida de qualidade para todos, com menos desigualdade? O Estado mínimo se mostrou capaz de atender ao coletivo? Como garantir a vida sem direitos sociais e trabalhistas? Em qual modelo de sociedade queremos viver? O filme aborda o desmonte do conceito de bem-estar social e nos faz refletir sobre a incompatibilidade do neoliberalismo com um projeto humanista de sociedade.

mare_2021_filme_a_bolsa_ou_a_vida_1.jpg

Direção e roteiro: Silvio Tendler  |  Produção: Maycon Almeida  |  Fotografia: Tao Burity e Taynara Mello  |  Edição: Vladimir Santafé  |  Com Aílton Krenak, Celso Amorim, Ken Loach, Ladislau Dowbor, Nabil Bonduki, Padre Júlio Lancellotti, Rita Von Hunty e Yanis Varoufakis

mare_2021_fundo_4.jpg

Confira abaixo os demais longas que fazem parte das mostras presenciais da MARÉ 2021.

mare_2021_filme_por_onde_anda_makunaima.jpg

POR ONDE ANDA MAKUNAÍMA?

de Rodrigo Séllos, com Jaider Esbell, Paulo José, Joana Fomm, Milton Gonçalves e Antunes Filho, RR, 2020, 84’

Resgate histórico e cultural do personagem mais identificado com um certo jeito de ser brasileiro.

mare_2021_filme_o_bem_vira.jpg

O BEM VIRÁ

de Uilma Queiroz, PE, 2020, 80’

Treze mulheres, uma foto. A busca pelas mulheres que, em 1983, em uma seca no sertão do Pajeú pernambucano, lutaram pelo direito à sobrevivência.

mare_2021_filme_flutuantes.jpg

FLUTUANTES

de Rodrigo Savastano, Brasil, 2013, 72’

Um homem pesquisa formas de vida criando estruturas que flutuam na água. Já outro mora em uma casa flutuante em um mangue. O que eles tem em comum?